O meu canal de youtube passou a marca dos 1000 subscritores. Na altura tinha ficado prometido que o subscritor nº1000 poderia escolher o próximo tópico a ser abordado. Infelizmente devido a questões de privacidade do youtube, não sou notificado de todos os subscritores e só me é permitido contactar alguns directamente. Assim sendo criei este formulário para que os utilizadores escolham a temática do próximo vídeo.

Clique aqui para votar!

 

Obrigado a todos!

O meu canal do YouTube está quase a chegar aos 1000 subscritores. O subscritor n°1000 vai ter a possibilidade de escolher a temática do próximo vídeo. A temática terá que estar relacionada com a trompa.

Boa Sorte!

Clique no botão do YouTube no canto inferior esquerdo do ecran, para visitar o canal

A obra Fernando Pessoa para Coro Infantil foi publicada pela AvA Musical Editions na sua versão com piano. Estou a elaborar uma versão orquestral que estará disponível brevemente.

Escrevi mais uma obra para flauta, desta vez um duo, que foi distinguido com o 1º Prémio (Categoria A) do 3º Concurso de Composição da Academia de Flauta de Verão. A obra Traveling para flauta e flauta alto será editada pela Scherzo Editions e estreada dia Julho de 2016 pelas 11:30 no Teatro Helena Sá e Costa, no decorrer da Academia de Flauta de Verão. Portanto para todos os flautistas que queiram conhecer a obra, nada melhor do que se inscreverem
Muitos parabéns à organização deste concurso e a todos os vencedores!


A postura corporal nos principiantes na trompa é uma questão bastante sensível, controversa e está relacionada com o tipo de instrumentos (trompas de tamanho normal ou de criança) e a idade do aluno. Tipicamente existem 2 tipos de abordagens relativamente à forma de segurar o instrumento “na perna” v.s. “fora da perna”. Sou um um defensor da segunda opção, uma vez que permite uma maior liberdade de movimento, uma maior projecção sonora e uma postura igual quer o trompista esteja a tocar sentado ou em pé. Contudo, para os mais novos, segurar o instrumento durante demasiado tempo leva geralmente a que estes adoptem uma postura inadequada, curvando a cabeça para a direita para apoiarem a trompa na perna, o que após algum tempo, conduz ao desenvolvimento de hábitos de postura que mais tarde serão difíceis de combater.