Imprimir

Este guia pedagógico do livro Iniciação ao Estudo da Trompa tem como intenção indicar a sequência pedagógica que sugiro para a execução dos diferentes elementos que o constituem. O livro está dividido em 25 peças, de carácter progressivo, 20 estudos relacionados com os elementos rítmicos e melódicos que se podem encontrar nas peças e versões de duo para cada um dos duos.

Para ajudar no trabalho de casa dos alunos, criei um livro de exercícios no EarMaster com 170 exercícios baseados neste livro. Para resultarem de forma eficaz deverão ser usados juntamente com o livro, seguindo as instruções metodológicas indicadas, com a orientação de um professor de trompa.

Nota: Para utilizar os exercícios de entoação com a trompa, o EarMaster terá que ser configurado para ter como referência os sons da trompa.
Assim, nas preferências (roda dentada no canto inferior esquerdo no ecran inicial), terá que ser seleccionada a opção "Instrumentos Transpositores", escolhendo de seguida "-7 Trompa".
Os exercícios são apresentados com uma pulsação calma, contudo, é possível ajustar a velocidade no menu no canto superior direito.

Os exercícios de séries de harmónicos indicados dizem respeito à trompa fá. Caso o aluno esteja a utilizar uma trompa em si bemol, os harmónicos a usar terão que ser adaptados pelo professor.

 

Para tirar partido desta funcionalidade tanto o aluno terá que usar uma conta de professor EarMaster Cloud, permitindo que o aluno pratique com o auxilio de umPC/MAC/iPAD/iPhone. Todos os dados são sincronizado num serviço de Cloud, permitindo que o professor aceda ao progresso dos alunos e possa analisar como o aluno praticou para desta forma poder facilmente traçar um diagnóstico e um definir metas para ajudar o aluno possa vencer os diferentes desafios. Quem estiver interessado em usar este curso em articulação com o Earmaster, poderá entrar em contacto comigo para mais informações.

 

1 - A Maria tinha um Cordeiro


Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 2ª Maior descendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• estudos nº1 e 2 que possuem a mesma tessitura
• 4.º e 5.º harmónicos das séries de harmónicos de trompa fá a trompa si natural:

0
2
1
1•2 
2•3
1•3
1•2•3

Nota: no terceiro compasso os dedos da mão esquerda deverão premanecer imóveis entre as notas repetidas.

 

2 - Ao Luar

A peça nº2 possui a mesma tessitura da anterior, mas em movimento ascendente. No terceiro compasso aparecem pela primeira vez notas consecutivas com a mesma dedilhação.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 2ª Maior ascendente


Paralelamente deverá ser praticado:
• 4.º e 5.º harmónicos das séries de harmónicos de trompa fá a trompa si natural
• Estudos nº1, 2 e 3. No estudo nº3 surge o fá natural, um pouco acima da tessitura desta peça.

Nota: Não esquecer a indicação de repetição

 

3 - Na Quinta do Tio Manel 

Na terceira peça surgem notas mais graves (sol e lá2) associados às 3 notas que foram aprendidas até aqui.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 4ª Perfeita descendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• estudos nº4 e 5
• 3.º, 4.º e 5.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• padrões com saltos diatónicos entre o sol2 e o mi3

 

4 - O Jardim da Celeste

Nesta peça surge o sol3 e a indicação de legato. Para manter a notação simples, propositadamente não foram indicadas articulações ou dinâmicas ao longo do livro, podendo o professor do aluno adicionar, dependendo da idade e evolução do aluno. Entre a peça nº4 e a nº10 serão trabalhadas apenas as notas entre o Dó3 e o Sol3 com o intuito de solidificar este registo, com diferentes canções.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 3ª Maior descendente


Paralelamente deverá ser praticado:
• estudo nº6
• 4º. 5º. e 6º. harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural, tanto em stacc. com em legato.
• arpejo de dó maior
• saltos diatónicos entre o dó3 e o sol3

 

5 - É Natal

A partir daqui, até à peça nº10 não haverá novas notas, devendo cooresponder a uma progressão mais acelerada, solidificando o registo entre dó3 e sol3 com diferentes ritmos.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 3ª menor ascendente (excuíndo as notas repetidas)

Paralelamente deverá ser praticado:
• 4.º 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre dó3 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• estudo nº7

 

6 - Os Santos

Nesta peça são introduzidas pausas semínima e mínima, bem como o ponto de aumentação.


Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 3ª Maior ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• 4.º 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre dó3 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• estudo nº8

 

7 - Balão do João

Nesta peça não existem novos elementos, logo é uma peça optima para começar a usar o metrónomo em velocidades gradualmente mais rápidas.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 3ª menor descendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• 4.º 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre dó3 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• estudo nº8

Nota: Será uma boa altura para introduzir os duos desde o número 1 até ao número 7.

 

8 - O Pastorinho

Nesta peça surge pela primeira vez a tonaliade de fá maior, sem ser contudo necessário contudo executar um si bemol. Aparecem também caixas de primeira e segunda vez e uma anacruse.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 4ª Perfeita ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• 4.º 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• escala de fá maior
• saltos diatónicos entre dó3 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• duo nº8

 

9 - O Pretinho Barnabé

Esta peça apresenta uma ótima oportunidade para acelerar os arpejos e aumentar a flexibilidade da embocadura.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 3ª Maior ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• 4.º 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre dó3 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• duo nº9

 

10 - Eu tenho um Pião

Esta é a ultima peça desta série dedicadas à tessitura entre o dó3 e o sol3, a partir daqui a tessitura vai voltar a ser expandida. Logo, é uma optima peça para praticar em 4/4, 4/2 e 4/1 sentindo gradualmente as semínimas como um tempo, meio tempo e ¼ de tempo.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 2ª Maior ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• 4.º 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre dó3 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• duo nº10

 

11 - Barqueiro

Gradualmente volta a ser expandido o registo médio-grave.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 3ª menor ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• 4.º 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre dó3 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• duo nº11

 

12 - Hino da Alegria

Com esta peça é apresentada a semínima pontuada, a colcheia e a ligadura de prolongação.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 2ª menor ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• estudo nº10, 11 e 12
• 3.º, 4.º, 5.º, e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre dó3 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• duo nº12

 

13 - O Meu chapéu tem 3 bicos 

Com esta peça surge a tonalidade de Sol maior, embora não sendo ainda necessário tocar um fá sustenido.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 4ª Perfeita ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• escala/arpejo de sol maior
• estudo nº13
• 3.º, 4.º, 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre sol2 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• duo nº13

 

14 - O Cuco

Nesta peça deverá ser dado especial ênfase à duração das mínimas das pausas se semínima.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 4ª Perfeita ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• estudo nº5 e 13
• 3.º, 4.º 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre sol2 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• duo nº14

 

15 - Parabéns

Chegando a este ponto o aluno está de parabens!

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 2ª Maior ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• estudo nº5 e 13
• 3.º, 4.º, 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre Sol2 e sol3 tanto ascendentes como descendentes
• duo nº15

 

16 - Frei João

Nesta peça é apresentada a nota lá3, apenas um tom acima do sol, contudo situada numa tessitura onde os harmónicos começam a ficar à distância de um tom (7º. ao 11º. harmónico). Assim, como o sol3 pode ser executado com a dedilhação do lá3, a partir deste registo deverá haver um maior reforço do controlo da abertura da embocadura/velocidade de ar, confiando na embocadura, mas não nas dedilhações.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 2ªMaior ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• estudo nº14
• 3.º ,4 .º, 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre Sol2 e lá3 tanto ascendentes como descendentes
• duo (ou trio/quarteto) nº16

 

17 - Os Patinhos

Esta peça está escrita na tonalidade de Sol maior, sem que contudo seja necessário tocar um fá sustenido.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 2ªmenor ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• estudo nº16
• 4 .º, 5.º e 6.º harmónicos das séries de trompa fá a trompa si natural
• saltos diatónicos entre Sol2 e mi3 tanto ascendentes como descendentes
•Arpejos de Sol e Dó Maior
• duo nº17

 

18 - Atirei o Pau ao Gato

Esta peça está escrita na tonalidade de Sol maior e pela primeira vez é necessário tocar um fá sustenido.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 2ª Maior descendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• escala de sol maior
• estudo nº16
• saltos diatónicos entre Sol2 e Mi3 tanto ascendentes como descendentes
• duo nº18

 

19 - Papagaio Loiro

Esta peça está escrita na tonalidade de Lá maior e pela primeira vez é necessário tocar um dó sustenido. Apesar disso, para executar esta peça não é necessário usar a nota sol#.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 3ª menor descendente (depois da nota repetida)

Paralelamente deverá ser praticado:
• escala de lá maior
• estudo nº19
• duo nº19

 

20 - Machadinha

Esta peça está escrita na tonalidade mi menor que, tal como Sol maior também apresenta um sustenido na armação de clave.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 4ª perfeita ascendente (depois da nota repetida)

Paralelamente deverá ser praticado:
• escala de mi menor
• estudo nº15
• duo nº20

 

21 - O Galo

Esta peça está escrita na tonalidade dó maior

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 2ª Maior ascendente (depois da nota repetida)

Paralelamente deverá ser praticado:
• escala de dó maior com o padrão melódico/rítmico ascendente da primeira pauta e com o padrão descendente da segunda pauta.
• duo nº21

 

22 - O Cavalo

Esta peça está escrita na tonalidade sol maior, possui valores rítmicos mais curtos onde é dado ênfase ao arpejo e escala.

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 3ª menor descendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• escala de sol maior
• estudo nº16
• duo nº22

 

23 - A Estrelinha

Esta peça está escrita na tonalidade Si bemol maior

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 3ª menor descendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• escala de Si bemol Maior
• estudo nº18
• duo nº23

 

24 - A Loja do Mestre André

Esta peça está escrita na tonalidade ré maior

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 4ª Perfeita ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• escala de Ré Maior
• estudo nº17
• duo nº24

 

25 - Indo Eu a Caminho de Viseu

Esta peça está escrita na tonalidade Si bemol maior

Para referência auditiva futura, esta peça começa com um intervalo de 3ª Maior ascendente

Paralelamente deverá ser praticado:
• escala de Si bemol Maior
• modo de Fá Mixolídio
• estudo nº18
• duo nº24

 

O Proximo passo

Propositadamente neste livro foram incluídas canções infantis para ajudar a controlar a altura de sons. Depois de concluir o trabalho deste livro, torna-se necessário o treino da leitura musical de melodias desconhecidas.

Para tal, sugiro o livro Tocar Trompa é Divertido!, um conjunto de seis peças que escrevi para trompa e piano que, como o próprio nome indica, comprovam que aprender a tocar trompa pode de facto ser divertido!

É necessário igualmente praticar cada um dos intervalos musicais, de seguida seguem algumas pistas para ajudar...

 

Intervalos Musicais

Uma boa forma de identificar intervalos musicais consiste em usar referências auditivas que podem muito bem passar pelas peças trabalhadas neste livro.

Ao longo deste livro foram trabalhadas peças que começam pelos intervalos musicais abaixo indicados. Assim, recomendo que sejam tidas como base algumas das canções abaixo, sendo que os intervalos em falta deverão ser completados com outras melodias.

2m ↑

“Hino da Alegria”
“Os Patinhos”
2m ↓  ?
2M ↑ “Ao Luar”
“Eu Tenho um Pião”
“Parabéns”
“Frei João”
“O Galo”
2M ↓ “A Maria tinha um Cordeiro“
“Atirei o Pau ao Gato”
3m ↑ “É Natal”
“Barqueiro”
3m ↓ “O Balão do João”
“Papagaio Louro”
“O Cavalo”
3M ↑ “Os Santos”
“Indo Eu a Caminho de Viseu”
3M ↓ “O Jardim da Celeste”
“O Pretinho Barnabé”
4P ↑ “O Pastorinho”
“O Meu Chapéu tem 3 Bicos
“O Cuco”
“Machadinha”
“A Loja do Mestre André”
4P ↓ “Na Quinta do Tio Manel“
4A ↑ ?
4A ↓ ?
5P ↑ “A Estrelinha”
5P ↓ ?
6m ↑ ?
6m ↓ ?
6M ↑ ?
6M ↓ ?
7m ↑ ?
7m ↓ ?
7M ↑ ?
7M ↓ ?
8P ↑ ?
8P ↓ ?